Publicado em comentário literário

QUARTO DE DESPEJO- CAROLINA MARIA DE JESUS

  A obra é uma coletânia de 20 cadernos, que foram usados por uma moradora da antiga favela do Canindé, atual Marginal Tiete- SP. Chamada Carolina Maria de Jesus, essa mulher por amor a escrita e a leitura, decide fazer um livro contando sobre a realidade de quem mora em favelas.

 A obra ficou tão realista que pouco depois de seu lançamento, em 1960, foi traduzida para 13 idiomas. Assim que a obra lançou foi um completo buruçu na sociedade brasileira; primeiro por causa da linguagem da obra, a qual retrata todos os erros ortograficos resultantes de uma educação deficiente; segundo por ser a autora uma “favela” não deveria ter espaço em meios cultos como os dos escritores e poetas.

  A Obra é gritante, cada linha que se passa a realidade dela e de seus três filos; junto com as constantes brigas e ameaças; Maria Carolina retrata a real essencia do lugar onde calssifica como “ O lixo da cidade”, sem medo ela cita politicos que prometeram mais nada cumpriram, cita a fome extrema, o frio constante, até a falta de sabonete é escrita pela autora. Um livro para refletir da primeira a ultima linha, refletir sobre os previlegios que o leitor tem; sobre o desgaste piscicologico que essas pessoas sofrem diariamente; as condições sobrehumanas com que essas pessoas são deixadas, a mercê de todos os males possiveis.

  O Desejo de educação, o amor pelos filhos, os conflitos internos; tudo isso é transpassado gloriosamente nas linhas do livro. Mesmo em condições aquém da humanidade, Carolina demonstra a ombridade de caráter, o autocontrole e o respeito ao outro.

“ Sei dominar meus impulsos. Tenho apenas dois anos de grupo escolar, mas procurei formar o meu caráter”   Carolina M. de Jesus

  Quantas pessoas com doutorado não tem um caráter formado, não tem o respeito pelo espaço do outro; as frases de Carolina demonstram o horror, o pior; o quão defeituosa é a sociedade que vivemos.

“ Todos tem um ideal, o meu é gostar de ler”

  Quanto tempo será que ela teve para aprender a ler?, será que ela conseguia acesso a bons livros?, será que ela tinha que abdicar de algo por esse ideal?, será que se fosse você no lugar dela, você teria um ideal tão nobre?

   Quarto de Despejo  é uma obra linda e cheia de emoção e conteúdo. Formação social é oque esta leitura resulta; ser pobre não é o problema, ter a mentalidade deficiente que é.  Se os que se encontram hoje no poder, lerem essa obra e nada demonstrarem; melhor seria que começássemos com a história da civilização novamente, apagando qualquer vestigio do que hoje chamamos de sociedade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s